Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Da forma como leio o mundo

Da forma como leio o mundo

20
Nov18

Um gato e uma loja online

Bárbara

Hoje, estamos numa de escuta da lei da atração. Qual é o problema de me lançar na fé? Tenho praticado a religião da negatividade durante tanto tempo, por isso, posso pensar que tudo pode acontecer. Não tenho nada a perder. Ouço vezes e vezes e vezes até que se interiorize. 

Ontem, fui passear com a minha mãe. Mas, depois vi um gatinho bebé a miar por baixo dos carros. Comprei um pão e lá fui na tentativa estúpida de conseguir que ele viesse até mim. Já vos disse que amo animais, mas tenho um  medo terrível destes. O gatinho foi passando de  carro em carro, apanhava o pão e fugia de mim. Entretanto, saiu uma senhora de uma das lojas da frente, mas era apenas solidária de palavra, enquanto passava o dedo nas redes sociais. Parou um senhor de fato e começou ajudar-me, até foi buscar fiambre. Parou outro senhor, bem mais novo do que eu, mas pelo qual nutre sentimentos matrimoniais, confesso e mais uma rapariga. Todos tentaram, mas o gatinho escondeu-se no motor do carro e não apareceu, mesmo quando conseguimos encontrar a dona do carro. Não teve o final feliz que eu gostaria que tivesse, fiquei com uma vontade imensa de chorar. Acabei por não estar com a minha mãe, ficou no café a falar com todos que passavam e a senhora do café fez uma cara de parva. Quem pode abandonar um gatinho assim? O que ia fazer ao gatinho? Trazia para aqui para o meu local de trabalho, apresentava-o aos  meus cães e logo se veria. Fiquei angustiada o dia inteiro, devia ter existido um final feliz. E não foi porque não insistíssemos, estivemos lá mais de quarenta minutos.

Hoje, já me irritei com uma das empresas de venda de materiais de construção e afins, bem conhecida de todos. Fiz uma compra online, de um produto apenas disponível online e efetuei o respetivo pagamento. Entretanto, fui contactada pela loja, que o site me obrigava a escolher, por ser a mais próxima, a comunicar que não tinham aquele produto. Questionaram se eu queria susbstituir o produto, ao que respondi negativamente. Informaram, então, que procederiam à devolução do dinheiro. Deste modo, fiquei à espera dias a dias, sem nada acontecer. Liguei para o apoio da loja online e fiquei duas horas à espera que atendessem, entretanto, fui obrigada a deixar mensagem e a pagar o respetivo custo. Como não foi possível através desse número contactei a loja que me informou que o valor seria restituído e, de uma forma bastante cínica, e quase sem me deixar falar, fui informada que as lojas físicas não tinham nada a ver com a loja online e sublinhava muito bem o "loja online", enquanto arredondava a pergunta, "entende?". Depois de me passar um bocadinho e subir o tom de voz para que fosse escutada, enquanto questionava se podia falar, expliquei também que já tinha ligado para a loja online, sem qualquer resultado. E só liguei para aquela loja, pois tinham sido eles a contactar-me, até introduzi um "minha querida". Acrescentei ainda que não tinha feito compras num site manhoso da china, mas num site online de uma loja, que se distribui por todo o país e por muito que lamentasse que a rapariga não lhe apetecesse aturar-me, de certeza que teria mais formas de resolução do que eu, bem como acesso aos colegas da loja online, de forma a restituir-me o meu valor, que retinham de forma ilegal. Notei do outro lado, um silência de ódio e a visualização de um objeto qualquer na direção do meu rosto. E é isto!

Acrescento ainda que trabalho comigo uma pessoa que tem duplo caráter. Passo a explicar, ora tem caráter, ora não tem. Observo um meio comprometimento, um meio compromisso. Porque no fundo, ela quer mesmo é abrir o mesmo negócio, onde poderá soltar a sua personalidade frígida. Entretanto, vai reprimindoa maldade, enquanto trabalha comigo e vai tentar envenenar qualquer imagem que eu tenha de qualquer pessoa, que esta entenda como ameaça à sua pessoa. Um dia explico melhor!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D