Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Da forma como leio o mundo

Da forma como leio o mundo

19
Nov19

Mais uma sessão

Bárbara

- Sinto-me irritada e cansada com a mente e alma humana.

-O que quer dizer com isso?

-Parece que sempre que tentamos fazer o bem nos leva a sermos alvo de ridicularização.

- Sabe que coloco ração na rua para os cães e hoje, a imbecil da vizinha da frente disse que andavam ratos por aqui e que era por causa da ração, que todos estavam a dizer isso.

- O que é que isso a faz sentir?

- Faz-me sentir cansada, sem esperança, revoltada pela passividade do mundo, por este anular constante de quem tenta fazer o bem. Precisei dos meus minutos para controlar toda esta fúria que chegou até mim. Ontem, conseguimos salvar uma cadelinha que dormia na rua, mas, entretanto, no caminho deparamo-nos com outro cão em condições assustadoras. Não existem respostas e quando peço ajuda, ou divulgo sou, essencialmente atacada. 

- Compreendo e como se pode alterar de alguma forma o que sente?

- Posso também me focar que hoje uma pessoa me deu uma contribuição elevada, que entreguei à associação da terra. Posso me focar com amor no que faço e desvalorizar, posso-me me focar que salvamos uma cadelinha que se encontrava à chuva e ao frio a dormir numa estrada.

-Por que a incomoda o que os outros dizem ou pensam?

- Porque gostava que fosse mais simples, mais fácil, mais rápido... que tivessemos finais felizes, que valesse a pena.

-Quando ajuda o que a motiva?

- O sentir a dor dos outros e dos animais de uma forma intensa, mas tão intensa que se torna doloroso. Dá-me vontade de desistir da vida.

-E se se concentrar nos efeitos que produzem os seus atos?

-Sim, tem razão.

-O pouco que faz pode tornar-se muito para um ser indefeso.

- Não procuro medalhas nem aplausos, percebe? Mas, fere-me lidar com críticas, ainda tenho que trabalhar com isso. Não gosto que me critiquem, faz-me sentir crianças, impotente, humilhada.

- E consegue situar isso?

- Situar?

- Sim, que idade teria essa criança? Quem a rodeava?

- Ai, essas questões deram-me vontade de chorar. Sinto-me sozinha.

-Sabe que a sua resposta diz muito mais do seu passado do que do seu presente.

-Não me apetece continuar hoje.

-Respeito. Mas, peço que em casa guardasse uns momentos para escrever uma carta a essa criança frágil que guarda dentro de si.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D