Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Da forma como leio o mundo

Da forma como leio o mundo

02
Jan19

Vou fazer de conta

Bárbara

Hoje, e só hoje e mais amanhã e  sempre vou fazer de conta. Vou fazer de conta nas palavras, nos sentimentos, nos pensamentos, na forma como interajo com os outros. Vou fazer de conta que vivo na pele de quem observo, de quem anseio ser na forma como é  amado pela família, pelos amigos que reune, pelo emprego certo nas horas e no  ordenado, pelo companheiro que é amigo, para além de amor. Vou fazer de conta que acordo a respirar profundamente e descontraidamente. Vou fazer de conta que não vivo afogada no medo. Vou fazer de conta que anseio pelas férias e pelos fins de semana, tantos os planos que tenho. Vou fazer de conta que não me afogo na compulsão alimentar para me alimentar de emoções. Vou fazer de conta que todos os dias me ouço a responder um "eu também", ao "amo-te". Vou fazer de conta que sou mais do que este pedaço de nojo, entupido em frases positivas, arrastar-me na vida e entupida de valores e de alma que mais ninguém valoriza. Vou fazer de conta que pertenço a este lugar de nada e de ninguém, onde ninguém se quer, mas todos se têm. Vou fazer de conta que acredito, quando no fundo da minha alma, apenas quero morrer, com toda a força, como pedi quando escutei o fogo do artíficio da passagem de ano. Mais um ano presa a uma casa vazia, já nem esforço, pois não tenho memórias a que me agarrar, ninguém a quem me aprender. Adormeci entupida no açúcar, droguei-me com calorias e séries da netflix e fiz me morta. Já não me suporto mais. Vou fazer de conta que sou alguém e sou feliz! Vou fazer de conta que é bom viver! Feliz ano!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D